CELERON

O Celeron é um laminado duro e denso, formado por camadas de tecido de algodão, carregadas de resinas sintéticas, que sofrem constantes aplicações de pressão e calor. Usado para fins estruturais, o material tem alta resistência ao desgaste, ao cisalhamento e ao choque; baixo coeficiente de atrito; amortece ruídos; e absorve vibrações. O Celeron é diferenciado pela malha do tecido utilizado:
  • Malha Grossa: com elevado teor de resina é indicado para a construção mecânica em geral;
  • Malha Média: possui propriedades mecânicas e elétricas;
  • Malha Fina: maior eficiência mecânica e elétrica, é empregado em engrenagens de módulos pequenos e em peças de tolerância mínima;
  • Malha Extra Fina: indicado para a construção de eletro-eletrônicos de precisão.
O Celeron pode ser comercializado em chapas (1000 x 1000 de dimensão e de 0,25 a 300 mm de espessura) ou em tarugos (de 6,4 a 300 mm de diâmetro e 1000 mm de comprimento) e é empregado em diversos segmentos da indústria, tais como:
  • Siderúrgica: mancais, segmentos, casquilhos, chapas de desgaste, anéis, buchas, chapas de proteção, cunhas guias e acoplamentos.
  • Eletro eletrônicas: arruelas, painéis, cremalheira, anéis, suportes, engrenagens, carretéis, peças isolantes, pinhões, separadores e discos.
  • Automobilísticas: buchas, engrenagens, arruelas, flanges, espaçadores, calços, juntas e anéis.
  • Papel e Química: raspadeiras, acoplamentos para filtro, raspadores para cilindros, réguas, rodízios, rodas e agitadores.
  • Têxteis: potes de fiação, carretéis, fitas de arraste, limitadores, cremalheiras, engrenagens, roldanas, rodas dentadas, cunhas, guias, discos de fricção, pinhões e rodízios.
  • Mecânica geral: espaçadores, calços, gaxetas, cremalheiras, engrenagens, pistões, rodas dentadas, palhetas, polias, discos de fricção, acoplamentos, pinhões, rodízios e cilindros.